você também

vocêtambém-GilbertoSakuraiOMalditoEscritor

é raro
mas tem vezes em que me sinto satisfeito comigo mesmo
como num domingo desses
almoçando lá na casa do chapéu
lugar decente
comida decente
tomando dois meios copos de cerveja
porque estou dirigindo
só tem ladrão na política
bandido tem que levar tiro mesmo
…isso inclui a maioria dos políticos
essas conversas

de cabelo que acordou bom
camisa polo de oito anos atrás que ainda serve
enquanto escuto mais do que falo
enfiando dentro da boca um polvo apimentado
as pessoas das outras mesas me observando insistentemente
eu desde que nasci sem consegui descobrir o que se passa
que parece que
ando cagado vinte e quatro horas por dia
vai ver o problema é não conseguir esconder o que guardo dentro de mim — ao contrário
do que gosto de acreditar
a porcaria vaza pelos meus poros
pode ser que seja só paranoia
em qualquer mercado ou shopping acho que os seguranças estão de olho no que faço
por um bom tempo atormentado pela ideia de que vivia num holograma
que todo mundo sabia disso e não me contava
provavelmente seria uma boa voltar a tomar remédios controlados
é só que ou você faz isso ou bebe
e quando não sei o que fazer, eu bebo

lembro de vir nesse lugar quando eu era pequeno
costumava parecer maior naquela época
e todo mundo fala isso
quando eu era pequeno morria de medo de ir pro inferno
não calava a boca a ponto de ter de parar de falar pra não gastar toda a voz
alguém me dissera que isso aconteceria se eu não calasse a boca
me arrumava todos os dias e botava gel no cabelo porque meu sonho era ser empresário
desenhava um teclado de computador numa folha e dobrava
deixando o meio folgado e grudando as extremidades com fita adesiva
o barulho que fazia era para imitar as teclas de um computador de verdade
naquela época esse tipo de coisa era inacessível pra gente
não sei se isso foi antes ou depois de querer ser garçom
eu admirava muito os garçons
ninguém gostou muito dessa ideia
então inventei que queria ser desenhista
só que eu só sabia desenhar meus personagens de frente
seus rostos eram bons
porém seus braços e pernas pareciam linguiças, e seus pés se assemelhavam a pantufas
mãos e dedos nem pensar
daí que todos os meus personagens usavam luvas de boxe
em algum momento quis ser músico
mas não gostava da minha voz…
grave ou fina demais quando eu tocava as músicas das minhas bandas favoritas
meu tom era umas cinco notas abaixo do padrão
no fim, acabei gostando disso
mas desisti de ser uma estrela do rock
inventei que queria ser policial
não tinha estatura suficiente…
mafioso
bibliotecário
chefe de cozinha — sem nem saber fritar um ovo
várias dessas ideias que só duravam uma ou duas semanas
anos depois cheguei a cursar uma faculdade de relações internacionais
a única coisa que sobrou disso foi meu interesse no caderno de política exterior do jornal
que você achava até hoje que só servia para forrar a gaiola do seu passarinho

“o segredo é tomar um pouquinho de vinagre de maçã todos os dias”,
diz o senhor do outro casal que nos acompanha
“mas só um pouquinho mesmo, e com água, senão mancha os dentes.”
“vou começar a fazer isso”, respondo
“você vê, eu tenho sessenta e quatro anos e…”
“nem parece.”
“exatamente!”

acho que a mulher dele ouve essa história umas seis vezes por semana
ou é só a cara dela mesmo e ela não pode fazer nada a respeito

gosto de ter amigos com praticamente o dobro da minha idade
até mais do que isso
eles já cansaram de se auto afirmar o tempo todo
o que dá mais espaço para eu me auto afirmar

me pego sendo cuidadoso com os palavrões na mesa
evitando de me levantar pra fumar o tempo todo
como se estivesse ansioso pra ir embora
quando na verdade eu poderia passar o resto da minha vida nesse momento
comendo e bebendo e
falando de coisas que não vão ficar para a posteridade

me pego sendo gentil com a minha mulher
ela carrega nossas meninas em sua barriga
quando o doutor disse “ops, tem mais uma aqui”, achei que
estivesse me sacaneando
“teve um cara que desmaiou”, ele disse

este foi um dia decente

às vezes recebo mais do que mereço

você também

 

Gilberto Sakurai “O Maldito Escritor” – 04/02/2018

canal do youtube

merda antiga

facebook

fan page

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s